Vigilância alerta para crescimento do ‘Índice Breteau’ em CM

agente vetores visita1

 

A secretaria de Saúde do município de Cândido Mota divulgou um levantamento feito pela equipe de agentes de vetores da Vigilância em Saúde do município, realizado no mês de janeiro. De acordo com Josiane Moreno Hilário, profissional do setor de Informação, Educação e Comunicação - IEC, da Secretaria de Saúde, o resultado apontado pelo Índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito aedes aegypti, é de 13,2 no município. 

 

agente vetores visita2


“Isso significa que de um grupo de 100 residências, 13,2 estão infestadas. De acordo com parâmetro do Ministério da Saúde a respeito do Índice de Breteau, o resultado é avaliado da seguinte forma; menor que 1,0 é satisfatório; de 1,0 a 2,9, alerta; e acima de 3,0, alto risco. No mesmo período do ano passado, o índice foi de 5,5. Ou seja, estamos com índice extremamente alto e precisamos de todo o cuidado e apoio da comunidade”, descreveu Josiane Moreno.

 

agente vetores visita4


A secretária Amanda Mailio Santana, apela para a união de todos os moradores contra o mosquito. “Agora mais do que nunca precisamos nos unir e conscientizar sobre a eliminação de criadouros”, disse a secretária de Saúde. E prosseguiu: “O mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, utiliza focos de água parada para se reproduzir. Portanto, é necessária a vistoria constante de quintais das residências, empresas e outros locais para eliminar qualquer acumulo de água que possa facilitar o desenvolvimento do vetor”. 

 

agente vetores visita5

 

Ela completa: “Não cansamos de reforçar que a melhor maneira de evitar a dengue e as outras doenças que também podem ser transmitidas pelo ‘aedes’ é por meio da eliminação de possíveis criadouros do mosquito. Nosso apelo se estende a toda população do município, para que cuide de suas casas e alerte vizinhos sobre a situação. Temos trabalhado muito na prevenção, com ações desde o ano passado de mutirão de limpeza, do trabalho realizado aos sábados com visitas no programa ‘Todos Juntos contra o Aedes’, capacitações dos funcionários da área, nebulizações, e outras”.

Preocupação
Ao receber a agente de vetores em casa, a cândido-motense Leila de Oliveira Chicon comentou sobre a preocupação com o ambiente sem criadouro. “Temos poucas plantas e as que temos são sem os pratinhos e, além disso, temos a preocupação em separar materiais recicláveis como garrafa pet com todo o cuidado. Precisamos zelar dos nossos quintais. Trabalho na área da saúde e sei o problema que uma epidemia pode trazer a todo o município”, falou Leila de Oliveira.

 

agente vetores visita3

 

O prefeito Roberto Bueno falou sobre os cuidados necessários para se evitar criadouros do aedes aegypti, mosquito vetor da dengue e de outras doenças, como zika e chikungunya. “A população tem que ser consciente que a responsabilidade de prevenção não é só da gestão pública, precisa ser um trabalho em conjunto. Somente as ações desenvolvidas diariamente pelos agentes não garantem a total eliminação dos focos”, frisou.
E concluiu o prefeito cândido-motense: “É importante que a população não descuide, fazendo a limpeza semanal dos quintais e não deixando água parada, evitando locais que podem se tornar criadouros do mosquito. Os funcionários do departamento trabalharam intensamente durante o ano todo, seja com vistoria ou orientação, mas para mantermos o índice de infestação baixo contamos com a população.”

 

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links

 

portal


  banner esic

 

 

 

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

 

 




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP